Publicações

A-receita-do-crescimento

RECEITA PARA O CRESCIMENTO!

02 mar 2021

Por Beneditto Marques.

A grande maioria dos empresários do varejo acredita no sonho do crescimento e expansão de seus negócios, simplesmente por meio de abertura de novas unidades ou filiais.

Já dizia o professor Fernando Almeida da FIA/USP que “para crescer é preciso ter um bom controle do fluxo de caixa para definir quando, quanto e como “. Eu acrescentaria á essa excelente colocação que é preciso também preparar a empresa, processos, pessoas e gestores para o crescimento, reduzindo as chances de erro e perdas, para assegurar a sustentabilidade do crescimento. Além disso, para abrir filiais ou novos negócios é essencial formar gestores e equipes, às quais se possam delegar poderes e responsabilidades, de modo que cada unidade possa ser administrada com certa dose de independência ou autonomia, sem perder a essência corporativa, necessária para garantir o sucesso.

Em nossos projetos por esse Brasil, temos encontrado muitos empresários de varejo, empreendedores corajosos, que alcançaram bom nível de sucesso em seus negócios, mas que, por força das circunstâncias, concentram excessivamente o conhecimento, as técnicas e a administração de suas operações em suas próprias mãos, muitas vezes pela falta de profissionais que os pudessem auxiliar na gestão operacional. Se o empresário tem gestores liderando equipes de trabalho, cuidando de detalhes rotineiros, com certeza conseguem assegurar um tempo valiosíssimo para poder desenvolver suas estratégias, aprimorar seus controles e empreender novos negócios, inclusive a expansão do atual.

Notamos que sua maior preocupação se atinha em ter um bom controle sobre as finanças do negócio para garantir os investimentos e despesas operacionais da estrutura atual e alguns, demonstraram preocupação ou cuidado especial em formar líderes e gestores setoriais, que lhes possibilitassem dedicar-se às atividades mais estratégicas do negócio. A falta de conhecimento, suporte e metodologia para descrever e padronizar os processos, gera uma grande preocupação quanto á maneira de fazer as coisas, assegurando a eficiência e eficácia que tornaram a empresa vencedora até o momento.

Mas afinal, o que é desenvolver e padronizar os processos? Nada mais é do que identificar o que, porque, como, quem e quando se executa cada procedimento operacional e administrativo que produza resultados, no mínimo satisfatórios. Assim, definimos que processo é o conjunto desses procedimentos, ordenados e temporizados, de maneira a produzir o efeito desejado. Mas atenção, não estamos falando de “engessamento das formas de fazer” ou “robotização das equipes”. Por padrão entendemos certa unidade de qualidade desejada para cada atividade. O padrão sempre poderá melhorar; regredir, jamais!

Definindo a forma desejada de como se fazer as coisas é possível desenvolver maneiras de melhorar trâmites, procedimentos e resultados, buscando reduzir as eventuais perdas e minimizando os erros operacionais, aplicando as melhores práticas já desenvolvidas e empregadas no mercado. Desenvolvendo e implantando as mudanças necessárias, com metodologia adequada a cada situação, envolvendo e treinando as pessoas executoras e de liderança desses processos, de maneira a obter maior comprometimento para o sucesso, é a forma de manualizar os processos vencedores, que devem ser executados conforme os modelos aprovados.

Para que o sucesso dessas mudanças seja duradouro é necessário acompanhar constantemente sua execução, reconduzindo eventuais desvios ao seu curso normal, treinando e capacitando eventuais trocas de pessoas, evitando que o desconhecimento faça morrer o processo melhorado e assegurando o sucesso sustentável dos resultados.

Os processos padronizados permitem melhor controle, propiciando uma leitura mais segura das ferramentas de Gestão de Resultados, possibilitando ao empresário uma visão sistêmica e estratégica de seu negócio, vislumbrando as eventuais oportunidades de expansão da organização.

Infelizmente, em mais de 20 anos de atuação junto ao mercado corporativo, o que não faltou também foi a triste constatação de ver empresas que ainda não estavam maduras e preparadas para a expansão fazerem as coisas “a toque de caixa”, sem os cuidados necessários e o planejamento adequado, malogrando suas investidas expansionistas. Alguns até tiveram que retroceder, reconhecendo sua falta de preparação e providenciando o fortalecimento das áreas, pessoas, atividades, processos e controles necessários ao processo de crescimento.

Crescer é muito difícil, exige muito esforço, conhecimento, determinação e perseverança, ingredientes fundamentais nesta receita de crescimento. Mas a queda por falta de preparação pode ser muito rápida e fatal.

Esta receita foi produzida por grandes mestres do empresariado mundial, não havendo contraindicações ou contradições a respeito de sua utilização em qualquer tipo ou porte de organização.

Prepare-se adequadamente para o crescimento saudável e sustentável de seus negócios!

Beneditto Marques é administrador de empresas, consultor, especialista em gestão de resultados. Founder e CEO do I. S. E Corp Instituto Sucesso Educação Corporativa e diretor do Clube do Sucesso